Rating: 3.3/5 (538 votos)

ONLINE
2



Todos contra um mosquito que vale por sete

Todos contra um mosquito que vale por sete

 

Olha  como as coisas são, não tem jeito de conter uma agente de saúde, nem aqui no momento de digitar. Este conto é para você, hoje vou digitar sobre um mosquito que evoluiu muito e aumentou a família e quando o conheci ele só tinha 04 tipos de vírus para transmitir, o tempo passou e ele hoje tem a sua disposição 07 tipos de vírus. 

No meu primeiro ano de trabalho tive contato com as ações de combate do mosquito da “DENGUE” (AEDES AEGYPTI) adivinhem, foi na minha primeira férias como ACS que eu contrai dengue, e foi a do tipo 02, Que febre! Que dor no corpo! e o cansaço!? e as manchas!? e a coceira!? perdi em 05 dias quase 07 quilos de peso. 

Quando voltei a trabalhar  contei aos colegas o acontecido foi onde ouvi vários relatos sobre casos de dengue. Com isso foi feito no mapa de área da equipe uma forma de identificar a região com mais casos e para minha surpresa, a minha microárea foi o local com mais casos,  agora era trabalhar no combate. Nesse período os Agentes de Combate a Edemias (ACE) estavam na minha microárea, no grupo de trabalho tinha uma antiga vizinha e comadre, essa turma na época  ficava o dia todo na região e não tinha um ponto de apoio como nos dias de hoje, então eu combinava com elas para irem para minha casa onde poderiam usar o banheiro, esquentar a comida e descansar um pouco, tinha períodos que eu cozinhava algo diferente e assim dividíamos um pouco de comida. 

Ao retornar ao trabalho eu ia junto com elas nas visitas, as falas seriam iguais e se alguma precisa-se de entrar em um quintal eu já chamava o morador pelo nome, elas sempre me davam material para trabalhar (fôlder ou prospecto), assim aprendi com elas mais formas de combater esse terrível mosquito e sempre tinha a certeza de que logo logo elas estariam de novo na minha comunidade para reforçarmos assim as ações de combate ao mosquito.

O mosquito Aedes aegypti  nesta época estava transmitindo a dengue tipo 1,2,3,4. Durante muitos anos foram vários casos, muitas mortes, as regiões nordeste e sudeste do país sempre disputando o primeiro e segundo lugar. Hoje além desses quatros tipos de vírus, ainda temos o vírus da Febre Amarela, Zika e Chikungunya que também podem ser transmitidos pelos Aedes Aegypti.

Aqui deixo meus questionamentos: Por que não combatemos esse mosquito naquela época? Por que ainda não conseguimos combater? Eu trabalho muito este assunto nas visitas diárias e preciso está sempre atenta e ativa para poder agir de forma eficiente contra esse mosquito danado.

Tenho outras duas histórias desse mosquito que depois vou digitar. Ano passado convidei minha comadre e amiga que é ACS para um almoço e assim podermos conversar, pois deste tempo o que tenho é saudade, saudade das risadas, das conversas, dos gritos na rua, da agitação que acontecia naqueles dias. A todas(os) ACS e ACE meu HO DE CASA! Aos ACS e ACE do meu município, meu muito obrigada, pois muitas das vezes temos lutas iguais e sempre que precisamos damos um jeito de unir forças.

 

QUE A BELEZA DA VIDA POSSA SER TAMBÉM BOAS HISTÓRIAS. E QUE AS BOAS HISTÓRIAS NÃO SE ACABEM. (ROBERTA F.P.)

 

 

Postado em: 19/04/2019

  

Aprecie nosso Oh de casa!:

⇒ 09/02/2019 - Vamos trabalhar juntos

⇒ 25/01/2019 - O que sua voz diz por você? Amizade!

 

 

 

Sou Roberta Fernandes Pereira, tenho 49 anos, sou casada, tenho três filhos, moro no bairro Vale do Sol em Viana-ES há 26 anos. Sou Agente Comunitária de Saúde há 14 anos. Minha microárea faz parte da equipe da Unidade de Saúde do bairro Areinha. "Falar da minha profissão é difícil por sentir as emoções a flor da pele, sei dizer que gosto muito, há dificuldades sim, mas a tempos eu tenho olhado tudo como uma boa oportunidade de por em AÇÃO todo meu conhecimento e assim promover a saúde." 

Seja bem-vindo!

 

Essa página foi criada com o objetivo de destacar informações de relevância a promoção da saúde dos usuários/pacientes que utilizam os serviços da Estratégia Saúde da Família.

Contudo essa página não pretende oferecer soluções imediatistas para os dilemas da vida humana, simplesmente vai sugerir uma outra maneira de raciocinar sobre os conflitos existenciais do cotidiano comum da população. 

Vale ressaltar que essa é uma pagina sem fins lucrativos e não governamental.

 

Fique à vontade!

 

Edilon Miranda

COREN-ES 350768 - Enfermeiro

Especialista em Estratégia Saúde da Família pela UERJ


 Calendário da saúde




 Caderno do ACS


Sites dos Conselhos:


Sites Úteis: